sábado, 14 de março de 2020

A Última Esperança da Terra (1971): Charlton Heston como o “Homem Omega” que Tenta Salvar a Terra.



Charlton Heston (1923-2008) mais uma vez é o representante final da espécie humana. Como fora em O Planeta dos Macacos (1968) e depois em No Mundo de 2020 (1973), Heston no papel do cientista militar - Dr. Robert Neville – acredita ser o único sobrevivente de uma guerra bacteriológica entre a União Soviética e a China em 1975. Encontramos o Dr. Neville em 1977 numa Los Angeles deserta, vivendo em seu apartamento de cobertura, cercado de luxo e de um verdadeiro arsenal. As armas tem função de desafiar os mutantes que sobreviveram à fúria nuclear e agem como vampiros, que sofrem de fotofobia e saem pela escuridão da noite para queimar tudo que restou da cultura humana e fazer guerra contra a herança tecnológica representada pela presença de Neville.  Todas as noites, os mutantes reaparecem para queimar livros, destruir pinacotecas e vestígios de progresso, numa verdadeira orgia de encenação medieval contra tudo que significou o apogeu da ciência e do progresso.

Edição especial e americana do livro I Am Legend, de Richard Matheson, com base na produção A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA (1971)

O escritor Richard Matheson. 
Assim é o enredo de A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA (The Omega Man), realizado em 1971 pelo diretor Boris Sagal (1923-1981), cujo argumento foi adaptado da novela I Am Legend (Eu sou a Lenda), de Richard Matheson (1926-2013), com a qual esse celebrado escritor de ficção científica conquistou a medalha de ouro de literatura nos Estados Unidos em 1954.  Em realidade, THE OMEGA MAN é remake do livro de Matheson, pois a mesma trama havia sido levada ao cinema em 1963 por Sidney Salkow, com o título de Mortos que Matam (The Last Man on Earth), com Vincent Price. E mais tarde, em 2007, refilmado como Eu Sou a Lenda (I am Legend), de   Francis Lawrence, com Will Smith.

Charlton Heston como o Dr. Robert Neville, o único sobrevivente de um ataque bacteriológico que dizimou a Terra...
... sozinho em uma Los Angeles deserta...
...mas será que está mesmo só?
Os mutantes/vampiros (conhecidos como “A Família”) desaparecem nas horas do dia, enquanto Neville busca seus meios de subsistência nas lojas semidestruídas de alimentos, nas farmácias e nas butiques de elegância masculina, isto é, o cientista tem tudo a sua disposição quando bem quer, desde as lojas, os hotéis, e até mesmo as salas de cinema, onde ele mesmo próprio projeta os filmes que assiste. São nessas ocasiões em que ele procura descobrir o esconderijo do líder dos mutantes, Matthias (Anthony Zerbe), cujos seguidores reaparecem à noite para tentar atacar Neville e tudo que sobrou da ciência. Para Matthias, todo progresso foi responsável pela ruína da Terra e o único representante ainda vivo da ciência (no caso, Neville) precisa ser exterminado.  O cientista tem tudo registrado em seu gravador portátil e anota em seu diário todos os movimentos dos mutantes.  Na descrição desta atmosfera, A Última Esperança da Terra se aproxima dos clássicos Os Últimos Cinco (1951, de Arch Oboler) e O Diabo, a Carne e o Mundo (1959, de Ranald MacDougall), que estampavam a solidão dos remanescentes da raça humana.
Neville rastreia os mutantes/vampiros, que agem a noite.
Neville em luta constante contra os mutantes.
Matthias (Antony Zerbe), o líder dos mutantes/vampiros (a "Família"). Ao seu lado, Zachary (Lincoln Kilpatrick), seu segundo em comando.
Entretanto, a narrativa logo se perde nos labirintos das aventuras mais padronizadas do gênero Sci-Fi, quando Neville acaba por descobrir outros sobreviventes humanos como ele. São o caso de Lisa (Rosalind Cash, 1938-1995) e Dutch (Paul Koslo, 1944-2019), que se mantinham as escondidas sem o conhecimento de Neville. Uma noite, o cientista é capturado pelos mutantes, e Lisa e Dutch salvam sua vida. Em contribuição, Neville cuida do irmão caçula de Lisa, Richie (Eric Laneuville), afetado pela bactéria e com risco de virar um dos mutantes. O médico e cientista explica a Lisa que pode salvar a vida do irmão, já que ele conserva uma vacina. Sendo imune, seu próprio sangue pode servir de soro para evitar a propagação da bactéria. Breve, Lisa, que é negra, tem um romance com Neville, numa óbvia mensagem antirracista.

O tribunal dos mutantes, também conhecido como "A Família".
Solitário, não resta a Neville "conversar" e "jogar xadrez" com um busto...
...até conhecer Lisa (Rosalind Cash) uma forte aliada de Neville contra os mutantes.
Paul Koslo é Dutch, um dos sobreviventes e aliados de Neville
A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA tem uma fascinante história, e o script de John William Corrington (1932-1988) e Joyce Hooper Corrington, apesar das concessões ou facilidades com o romântico e o suspense – indecisas entre a defesa de Neville, a relação entre este e Lisa, e a posição dos mutantes contra os perigos do passado, mesmo cometendo várias incoerências ou imprecisões, The Omega Man é um filme atraente, envolvida pela futurística trilha sonora do australiano Ron Grainer (1922-1981) e a fotografia de Russell Metty (1906–1978). Produção de Walter Seltzer (1914-2011).
Neville e Lisa enfrentarão os terrores do fim do mundo...
... e se apaixonarão.

A direção do renomado Boris Sagal , embora eficiente e segura, jamais consegue elevar o nível do romance de Richard Matheson, cuja técnica narrativa obtém nos seus melhores livros uma coerência entre mentes críveis e aceitáveis os argumentos fantasia e realidade torna-os perfeitamente fantásticos e metafóricos em suas histórias. O cineasta e os roteiristas não se aprofundaram bem no comportamento de Neville – o Homem Ômega do título original, começo e fim, que ao se fazer uma alusão a Jesus, acaba “crucificado” doando seu sangue não contaminado para a salvação da humanidade. 

Neville dominado pelos inimigos.

Seu sacrifício não foi em vão.

O diretor Boris Sagal
Talvez tenha interessado ao diretor mais a aventura (que não deixa de ser eletrizante) do que a reflexão, enquanto que no livro de Matheson a aventura serve a reflexão e é esta que dá sentido a aventura. O resultado é um filme com elementos atrativos, mas não muito convincente, apesar dos esforços do diretor e dos cuidados da produção. Charlton Heston, desempenhando mais uma vez o herói que se sacrifica pela humanidade, está ótimo como o Dr. Robert Neville, o Omega Man. A talentosa atriz Rosalind Cash perfeita como Lisa, mas quem mesmo rouba as cenas é o fantástico Anthony Zerbe como Matthias, o fanático mutante convencido de sua missão carismática. Sem dúvida, A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA é um verdadeiro clássico da década de 1970. 

Divulgação do filme no Brasil
FICHA TÉCNICA
A ULTIMA
ESPERANCA DA TERRA

(THE OMEGA MAN)
País – Estados Unidos
Ano de Produção – 1971
Gênero – Ficção Científica
Produção - Walter Seltzer, para a Warner Bros (em distribuição)
Roteiro - John William Corrington e Joyce Hooper Corrington, com base no livro I Am Legend, de Richard Matheson.
Música – Ron Grainer
Fotografia - Russell Metty (em cores)
Metragem – 98 minutos

ELENCO
Charlton Heston – Dr. Robert Neville
Rosalind Cash – Lisa
Anthony Zerbe – Matthias
Paul Koslo – Dutch
Eric Laneuville – Richie
Lincoln Kilpatrick – Zachary
Jill Giraldi – Pequena menina
Brian Tochi – Tommy
DeVeren Bookwalter – mutante
John Dierkes – mutante
Monika Henreid – mutante
Linda Redfearn – mutante
Forrest Wood – mutante
PAULO TELLES
Produção e Pesquisa


As Maiores Trilhas Sonoras da Sétima Arte, e em todos os tempos! Só no 
CINE  VINTAGE..
Todos os domingos, às 22 horas.
SINTONIZE A WEB RÁDIO VINTAGE: 
REPRISE DO PROGRAMA NAS
QUINTAS FEIRAS (22 horas)
SÁBADOS (17 HORAS)

3 comentários:

  1. Melhor blog de filmes do Brasil. Esse filme é ótimo. Reprisado na TV até a década de 80 mas hoje esquecido para dar lugar a programas insossos das emissoras, atualmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renato, agradeço pelo comentário. A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA foi reprisado nos anos de 1980 e 90, inclusive no canal a cabo WB Channel em fins da década de 1990. Infelizmente nunca foi lançado no Brasil um DVD comercial do filme, ao menos, que eu saiba.

      Excluir
  2. Meu nobre, tenho esse filme em dvd e gravo para interessados...abração Cláudio Brayner

    ResponderExcluir

NOTAS DE OBSERVAÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS.

COMENTÁRIO DE "ANÔNIMO" NÃO SERÃO RESPONDIDOS E CONSIDERADOS. POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO:

1)Os Comentários postados serão analisados para sua devida publicação. Não é permitido ofensas ou palavras de baixo teor.

2) É Importante que o comentarista se identifique para fins de interação entre o leitor e o editor. Comentários postados por ANÔNIMO - NÃO SERÃO PUBLICADOS.

3) Anúncios e propagandas não são tolerados neste setor de comentários, pois o mesmo é reservado apenas para falar e discutir as matérias publicadas no espaço. Caso queira fazer uma divulgação, mande um email para filmesantigosclub@hotmail.com.

4) Perguntas que nada tenham a ver com a matéria ou a referida postagem não serão respondidas e serão desconsideradas e descartadas.

Grato.

O EDITOR

“Posso não Concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte seu direito de dize-la”

VOLTAIRE